Pelo da virilha encravado após a depilação com cera

Pelos encravados na virilha logo após a depilação com cera é um dos problemas mais terrível na vida das mulheres que costumam se depilar com frequência.

Não há nada mais desconfortável e doloroso do que ter a depilação comprometida por pelos inflamados, podendo até virar manchas na região, por causa do atrito e abafamento pós depilatório.

Portanto, qualquer técnica exige um pré e pós cuidados com a pele. Mas, fique tranquila isso é um problema mais comum do que você pode imaginar.

Os pelos encravados aparecem de uma forma silenciosa e que mal dá para se perceber, em outros casos aparece de maneira agressiva denominando como foliculite.

Quer dá um jeito nisso? Vamos abordar tudo sobre pelo encravado e resolver seu problema!

Quais as principais causas dos pelos encravados na virilha

o que causa pelo encravado na virilha feminina

As áreas mais comuns com pelos encravados são a virilha, axilas, nádegas e coxas. O pelo encravado é muito semelhante a um tipo de acne ou cravo.

Os pelos encravados podem ser causados por excesso de umidade, suor excessivo, sol excessivo, irritação ou mesmo alergias devido ao acúmulo de certos produtos, como cremes ou desodorantes.

Como você pode ver, há vários fatores que contribuem para o aparecimento de pelo encravado. Entretanto, uma das causas mais comuns a que uma pessoa é exposta é o uso de roupas apertadas, especialmente na área genital.

Após qualquer tipo de depilação, nada apertado deve ser usado; a área deve ser permitida a respirar livremente.
Outra causa importante de pelos encravados é a depilação a cera.

Devido à sua durabilidade, é um dos métodos de depilação mais utilizados atualmente. Mas o cuidado com este tipo de procedimento deve ser duplicado para evitar este problema.

Como evitar pelos encravados na virilha após depilação com cera

Como evitar pelos encravados na virilha após depilação com cera

Você pode evitar os temidos pelos encravados após a depilação com procedimentos simples. Entretanto, é extremamente importante ter cuidado antes de qualquer tipo de depilação, verifique isto:

  • Reduzir a exposição ao sol: o sol pode promover ainda mais os pelos encravados, contribuindo para a transpiração excessiva.
  • Esfoliação: o esfoliamento antes da depilação é um grande aliado para evitar este problema. Ele ajuda a reduzir o acúmulo de células mortas que podem impedir a remoção de pelo e a diminuir.
  • Preste atenção à temperatura: é sempre bom tomar um banho quente antes da depilação. A água quente ajuda a dilatar os poros, o que facilita a depilação.

Cuidados depois da depilação com cera

  • Usar roupas folgadas: como eu disse antes, mesmo roupas apertadas impedem o crescimento livre do pelo. Eles também podem facilitar ainda mais o acúmulo de resíduos nos folículos.
  • Higienização: é super importante lavar o local imediatamente com sabão após o depilação. Isto porque os resíduos de cera podem permanecer nos folículos,  evita qualquer descamação e ressecamento da pele causada pela cera.
  • Não usar um hidratante: é o mesmo princípio. Se você aplicar muito hidratante após a depilação, ele também pode bloquear o folículo e causar inflamação.
  • Não se exponha ao sol: evite banhos de sol após a depilação, pois o sol ainda é extremamente prejudicial. Além do alto risco de descoloração da pele, também pode causar suor e irritação excessivos, que contribuem para o aparecimento de fios de pelos encravados.

E agora, o que fazer para o pelo não encravar depois da depilação?

Mulheres que sofrem de foliculite devem evitar, na medida do possível, usar calças justas, calças que estejam muito apertadas ao corpo e qualquer peça que não permita que a pele respire.

Após a depilação, o ideal é evitar aplicar produtos nas áreas depiladas, tais como óleos e hidratantes, por um período máximo de 24 horas.

Em casos mais avançados da inflamação, a necessidade de consulta a um dermatologista é essencial. Somente o profissional será capaz de indicar o melhor tratamento.

Em casos leves, a pessoa pode tomar algumas medidas por conta própria para evitar que a inflamação se desenvolva:

  1. Evite usar roupas muito apertadas com frequência;
  2. Usar sabão neutro ou anti-séptico após o banho, a natação e também após a depilação;
  3. Hidratar bem a pele;
  4. Colocar uma compressa morninha sobre a região para reduzir o desconforto;
  5. Extremamente importante não coçar ou apertar ferimentos; e
  6. Evitar o uso de produtos que possam obstruir os folículos.

A fim de se livrar dos pelos encravados após a depilação, a esfoliação é a mais apropriada. É o melhor tratamento, mas vale a pena prestar atenção ao tipo de pele, caso contrário, a pele pode ficar muito seca.

Você pode usar sua luva esfoliante pessoal durante o banho ou, se você tiver pele seca, pode fazer um esfoliante natural com azeite de oliva e açúcar.

Esfoliação natural com azeite de oliva e açúcar

O açúcar ajuda a esfoliar a derme, enquanto o óleo hidrata, lubrifica a pele. O azeite de oliva extra virgem tem muitos antioxidantes, vitaminas e minerais, é excelente para a pele seca, oleosa e envelhecida e pode ajudar a tratar problemas como inflamação.

  • Coloque ½ xícara (120 ml) de azeite de oliva extra virgem, em um pequeno frasco de vidro.
  • Adicione uma xícara (225 g) de açúcar branco granulado para fazer o esfoliante.

Este produto é ideal para a maioria das pessoas, especialmente aquelas com pele seca. Por outro lado, se sua pele é sensível, substitua pelo açúcar mascavo (grãos menores).

  • Mexa tudo com auxílio de uma colher.

Com os dedos, verifique se não ficou muito áspero ou granulado, adicione um pouco mais de azeite de oliva, se for muito líquido, adicione mais açúcar. Comece com uma colher cheia e acrescente mais, se necessário.

Esfolie três vezes por semana no local dos pelos encravados, e dentro de alguns dias sua pele estará novamente macia.

Mas vale a pena lembrar aqui que só é recomendado para esfoliação cerca de 10 dias após a depilação. É geralmente neste período que os fios encravados começam a surgir.